Empreendedores de Sucesso Revelam as suas Dúvidas Iniciais Sobre como Empreender?

Independente da área ou do negócio, existem dúvidas iniciais dos empreendedores, que são recorrentes na elaboração do planejamento. Entrevistamos empreendedores de sucesso que revelam as suas dúvidas iniciais sobre como empreender, relacionamos abaixo as cinco primeiras dúvidas.

Veja abaixo, cinco perguntas mais frequentes dos empreendedores:

5 dúvidas iniciais dos empreendedores

1. Como escolho a área de atuação?

O principal critério para escolher a área de atuação é agregar valor ao cliente. O produto ou serviço escolhido deve ter valor agregado. Os consumidores escolhem os seus produtos e serviços dando preferência aquele que tem o maior valor agregado.

Você sabe a diferença entre preço, valor e valor agregado?

O preço, é a quantidade de dinheiro cobrada para entregar um produto ou fornecer um serviço. Ou seja, a quantidade monetária que se atribui à troca por um bem ou serviço.

Exemplo: o preço é o que você paga.

O valor, é a qualidade do produto ou serviço que é oferecido ao consumidor por um preço. Ou seja, são os benefícios que o consumidor recebe ao adquirir um produto.

Exemplo: o valor é o que você leva.

O valor agregado, é motivo de muita confusão por ter dois significados distintos, um para o empreendedor e outro para o consumidor.

O valor agregado unitário na economia, é a soma do lucro unitário, o custo unitário de depreciação e o custo unitário do trabalho. Já o valor agregado total na economia, é a soma do valor adicionado por unidade de todas as unidades vendidas.

O valor agregado para o consumidor, são os “extras” que superam as expectativas padrão de compra, ou seja, o que ele recebe a mais.

Para escolher a área de atuação, no início o que importa é o valor agregado percebido pelo consumidor. Pois recursos de valor agregado proporcionam vantagens competitivas para o empreendedor. Principalmente para vencer a concorrência e formar um cliente fiel a marca.

Por exemplo: a sensação que o cliente tem na compra do produto que ele está recebendo “algo a mais”.

Veja abaixo, formas de agregar valor a um produto ou serviço:

  • Agregar valor econômico – refere-se ao valor vinculado ao preço e à quantidade do produto.
  • Agregar valor funcional – refere-se ao valor que agrega as especificações funcionais.
  • Agregar valor psicológico – refere-se ao valor das características e benefícios do produto.

Ótima Notícia: Agora Qualquer Um Pode Ser um Empreendedor

Matéria Relacionada: Você sabia que há um novo pré-requisito nos processos seletivos de vagas de empregos para Grandes Empresas e Governo?

Veja também: Especialistas em Empreendedorismo, Descobrem os Segredos do Empreendedor de Sucesso!

BAIXE Agora a matéria ou a Revista Completa no seu e-mail em PDF.

2. Preciso de experiência para empreender?

A experiência, no sentido da experimentação, ou seja, o aprendizado na prática, certamente ajuda. Afinal é através de testes e solução de problemas que adquirimos experiência.

A pergunta acima, é uma dúvida muito comum entre os futuros empreendedores. Isto se deve a alguns clientes exigem experiência e um histórico sólido, como prova que a empresa é apta ao o trabalho.

No empreendedorismo a experiência ajuda, mas a falta dela não deve ser um limitador para empreender.

O maior exemplo de todos é dado pelo Elon Musk, o fundador SpaceX, que iniciou um negócio sem ter experiência em serviço de transporte espacial e sistemas aeroespaciais. Mas antes Elon Musk, adquiriu experiência em outros empreendimentos, por exemplo na Tesla, uma empresa automotiva e de armazenamento de energia.

Veja abaixo, dicas para iniciar um negócio sem ter nenhuma experiência:

  • Descubra o que te motiva.
  • Análise o negócio.
  • Teste a sua ideia.
  • Desenvolva um plano de negócios.
  • Pesquise sobre o mercado.
  • Busque adquirir experiência na área.
  • Pergunte tudo sobre o negócio.
  • Construa uma rede de contatos.
  • Reduza orçamento ao máximo.
    • Aplique o dinheiro no negócio.

Matéria Relacionada: Especialistas em Empreendedorismo, Descobrem os Segredos do Empreendedor de Sucesso!

Veja também: Empreendedores Quebram o Silêncio e Contam Tudo Sobre Como Ser Um Empreendedor de Sucesso!

BAIXE Agora a matéria ou a Revista Completa no seu e-mail em PDF.

3. Qual é a melhor maneira de empreender?

Não existe uma resposta para esta pergunta.

A experiência do empreendedor é diferente em cada empreendimento. Até as melhores ideias de negócios tem possibilidade de falhar.

Talvez, a melhor resposta, seja invista no seu conhecimento, quanto mais você souber do negócio, mais preparado você estará.

No entanto, você pode atenuar suas chances de falha ou estar mais preparado para reagir a elas. Ou ainda solucioná-las antes de causar um grande dano ao negócio. Mas mesmo todo o conhecimento do mundo não evita as falhas.

Nos treinamentos e consultoria, Ygor Souto Maior, conta está história:

“Empreendedor que nunca falhou é igual uma “cobra com pernas”, diz que existe, mas eu nunca vi. As cobras que eu conheço não tem pernas, todas foram eliminadas na evolução. A cada tropeço ou topada uma perna foi sendo eliminada, hoje eu só vejo cobra lisa, sem pernas. São iguais aos empreendedores que eu conheço, evoluíram, superando as falhas, eliminaram os processos ultrapassados se tornaram mais ágeis. A cobra é um símbolo de renovação e regeneração, além de ser uns dos maiores exemplos de resiliência”.

Matéria Relacionada: Empreendedores Quebram o Silêncio e Contam Tudo Sobre Como Ser Um Empreendedor de Sucesso!

Veja também: Empreendedores de Sucesso Revelam as suas Dúvidas Iniciais Sobre como Empreender?

BAIXE Agora a matéria ou a Revista Completa no seu e-mail em PDF.

4. Como faço um planejamento estratégico?

Fazer um planejamento exige passos simples e que podem ser feitos para qualquer empresa, independentemente do seu tempo existência ou tamanho. Quando planejam e executam bem suas ações, tanto empresas novas como empresas já existentes, ou micro e pequenos negócios podem ter vantagens em relação aos seus concorrentes.

No início por sua vida estar muito ligada ao negócio, é comum o empreendedor confundir o planejamento pessoal com o planejamento da empresa. Por mais difícil que seja separar um planejamento do outro, o ideal é sempre ter 2 tipos de planejamento, um pessoal e outro empresarial. Para atingir qualquer objetivo, você precisa saber o que deseja alcançar.

Veja abaixo, como iniciar o seu planejamento estratégico:

  • Identifique as palavras que te pertencem, ou seja, que tem relação com o negócio.
  • Defina o território e promessa de marca, ou seja, área de atuação e o que vai oferecer.
  • Garantia da promessa da marca: qual é o mecanismo catalítico?
  • Estratégia descrita em uma só frase.
  • Fator-X: qual é a sua vantagem oculta?
  • Lucro por X: qual é o impulsionador do lucro
  • Definir um objetivo grande, desafiante e ousado (Big Hairy Audacious Goal – BHAG)

Ao determinar os itens acima, você criou uma estratégia macro do seu negócio, agora precisa sintetizar os elementos restantes do planejamento.

Veja abaixo, como sintetizar os principais elementos do ano ou dos próximos 5 anos, responda:

  • O que devo ou não devo fazer?
  • Por que nós existimos?
  • Onde estaremos daqui a 3 ou 5 anos?
  • Que resultados preciso alcançar nos próximos 12 meses?
  • Como chegar a essa visão, em um horizonte de 90 dias?
  • Se conquistarmos a meta, como vamos comemorar?
  • Como cada um do time colabora com o plano?

Depois de responder as perguntas acima, para complementar a estratégia, faça o exercício do Ciclo Completo de Capital.

Veja abaixo, faça o exercício do Ciclo Completo de Capital, a partir dos quatro ciclos:

  • Ciclo de Vendas
  • Ciclo de Inventário
  • Ciclo de Entrega
  • Ciclo de Faturamento e Pagamento

O Ciclo Completo de Capital, considerando os quatro ciclos acima, possibilitam encontrar lacunas e oportunidades para aumentar a eficiência operacional. E planeje os ciclos usando dinheiro do próprio negócio para crescer, evite trabalhar com a premissa de que você precisa de dinheiro do mercado.

Veja abaixo, as alavancas financeiras para melhorar seu fluxo de caixa:

  • Preço
  • Volume
  • Custos diretos
  • Despesas operacionais
  • Contas a receber
  • Inventário
  • Contas a pagar

Depois de definir as sete alavancas financeiras acima, calcule a mudança no fluxo de caixa se forem realizadas pequenas mudanças. Por exemplo: qual seria o impacto no seu caixa se aumentasse em 1% a sua margem de lucro? Ou se diminuísse em 1% os seus gastos operacionais?

Matéria Relacionada: Empreendedores de Sucesso Revelam as suas Dúvidas Iniciais Sobre como Empreender?

Veja também: Descubra Agora! Se os Empreendedores de Sucesso São Bons Parceiros?

BAIXE Agora a matéria ou a Revista Completa no seu e-mail em PDF.

5. Como faço uma matriz FOFA (SWOT)?

Matriz FOFA, ela mede as forças (S, de stregths) fraquezas (W, de weakenesses) do negócio – fatores internos – assim como oportunidades (O, de opportunities) e ameaças (T, de threats) do macroambiente – fatores externos.

A matriz FOFA permite entender a posição da empresa comparada aos seus concorrentes, conferindo mais confiança, segurança e força para lidar com os imprevistos e situações desafiadoras.

O primeiro passo, é definir quais são os pontos fracos e fortes do ambiente interno do negócio, ou seja, o que é controlado pela empresa.

Os pontos fracos ou fraquezas consistem em analisar o que pode ser feito para melhorar o negócio.

Os pontos fortes consistem em verificar o que possui de melhor em relação ao concorrente e quais recursos o empreendimento dispõe.

Depois de identificar os pontos fracos e fortes do ambiente interno, deve-se analisar o ambiente externo do negócio, ou seja, o que a empresa não consegue controlar. Neste momento, são observadas as oportunidades que existem no mercado, como as tendências e novidades.

Por exemplo: a expansão da linha de produtos, chances de conquistar novos clientes, ou seja, tudo que pode gerar receita e valor.

Com as tendências e novidades observadas, deve-se verificar as ameaças que a empresa pode sofrer.

Por exemplo: novas empresas no mesmo nicho, queda no padrão de consumo, investimento de novas tecnologias por concorrentes, ou seja, tudo que pode afetar negativamente a receita ou a imagem do negócio.

Listar todos os pontos levantados em um quadrante, separado nestes quatro aspectos: Pontos Fracos, Pontos Fortes, Tendências e Ameaças.

Depois, dê uma nota de prioridade para cada item, seguindo o critério de sua preferência classifique cada item da lista de 5 (excelente) a 1 (fraco).

Multiplique a nota de prioridade pela classificação, logo obterá um valor “x” sobre aquele item, que dará uma visão ampliada sobre onde focar seus esforços.

Matéria Relacionada: Descubra Agora! Se os Empreendedores de Sucesso São Bons Parceiros?

Veja também: Como ser um Empreendedor de Sucesso? 7 sete etapas para ser um empreendedor.

BAIXE Agora a matéria ou a Revista Completa no seu e-mail em PDF.
 

Gostou da matéria? Deixe o seu comentário, a sua opinião é muito importante para definir as próximas matérias e edições da Revista do Empreendedor: oportunidade-de-negocio.com .


Veja mais conteúdos que podem te interessar

oportunidade-de-negocio.com

A Revista do Empreendedor possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Matérias e artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e pessoas interessadas em adquirir conhecimento qualificado sobre empreendedorismo, ganhar dinheiro, ganhar renda extra e oportunidades de negócios.

Deixe uma resposta

oportunidade-de-negocio.com